O primeiro dia na escola e a ansiedade das mães

O primeiro dia na escolinha ou na creche é um grande desafio para as crianças, mas é muito comum que as mães fiquem mais ansiosas do que elas. Depois de tanto tempo sem se separar dos filhos, é normal que a hora da separação cause angústia e preocupação. Para superar essa fase sem prejudica-los, alguns passos fundamentais devem ser seguidos.

Primeiro dia na escola

A escola deve oferecer apoio

Antes de matricular o seu filho em uma escola, procure saber como funciona o período de adaptação. Muitas oferecem programas especializados, permitem que a mãe fique por perto nos primeiros dias, e que aumente gradativamente o tempo de permanência do filho no local.
Algumas até oferecem serviços como acompanhamento através de câmeras ao vivo e notícias do pequeno por telefone e e-mail.

Os pais devem passar segurança

As primeiras reações ao ambiente escolar variam muito em cada criança. Algumas se mostram tranquilas e até animadas, outras sentem medo e não querem ir de jeito nenhum. Seja qual for a situação, é fundamental que os pais (principalmente as mães) não demonstrem insegurança perto do filho, especialmente se ele não for mais um bebê e já tiver entendimento sobre tudo o que acontece em volta. Se a criança notar uma expressão de choro ou preocupação da mãe ao deixa-la na escola, com certeza ficará assustada e sua adaptação será bem mais difícil. Por isso tente parecer o mais positiva possível, incentive e converse bastante sobre as brincadeiras, os novos amigos e tudo que ela irá aprender por lá. Também é importante leva-la para conhecer o local antes do início das aulas.

Pense nos benefícios

Enquanto a criança adquire mais independência, sabedoria e também se diverte na escola, a mãe volta a ter tempo para trabalhar e/ou cuidar de si mesma. Isso certamente será benéfico para os dois lados, e fará com que os momentos juntos sejam melhor aproveitados.

Quanto mais cedo melhor

Muitas mães se recusam a matricular os filhos no berçário ou no maternal, afinal ainda são muito pequenos para se afastar de casa. Mas diversos psicólogos afirmam que quanto mais cedo a criança tiver contato com o ambiente escolar, melhor será o seu amadurecimento e desenvolvimento social. Para afastar a angústia, procure também conversar com outras mães que estejam passando pelo mesmo período. A troca de experiências certamente irá ajudar na adaptação.